Última hora

Última hora

Palestinianos quase abandonados à sua sorte, ONU suspende ajuda

Em leitura:

Palestinianos quase abandonados à sua sorte, ONU suspende ajuda

Tamanho do texto Aa Aa

A situação humanitária na Faixa de Gaza deverá piorar nos próximos dias.

A agência da ONU para os refugiados palestinianos suspendeu a distribuição de ajuda por falta de segurança depois do condutor de um dos camiões em serviço ter sido morto por balas israelitas. As Nações Unidas garantem que a identificação do veículo com o logotipo da ONU era bastante visível e que o percurso tinha sido previamente acordado com as forças militares. Intensificam-se os efeitos da falta de água e da falta de electricidade. A comida escasseia a cada hora que passa. Quase não há ambulâncias a circular, falta tudo nos hospitais. A situação é difícil e absurda para os adultos, e aterrorizante para as crianças que constituem metade da população da Faixa de Gaza. O chefe de redacção de um jornal pró-árabe diz que o futuro destas crianças é alimentado com o ódio provocado por traumas das guerra, por isso muitos deles poderão tornar-se terroristas no futuro. De acordo com o ministro da Saúde do Hamas, cerca de 35% dos mortos e feridos são crianças.