Última hora

Última hora

ONU retoma ajuda humanitária, combates prosseguem, Hamas vai ao Egipto

Em leitura:

ONU retoma ajuda humanitária, combates prosseguem, Hamas vai ao Egipto

Tamanho do texto Aa Aa

A ONU vai retomar a distribuição de ajuda humanitária em Gaza. Isso mesmo foi confirmado em comunicado, onde se justifica o fim da suspensão com as garantias de segurança dadas por Israel.

Segundo fontes médicas já morreram 800 pessoas em duas semanas de combates e mais de três mil trezentas ficaram feridas. Do lado israelita, morreram 13 pessoas. Os bombardeamentos israelitas na Faixa de Gaza cruzaram-se com algumas dezenas de rockets palestinianos que caíram no sul do território hebraico. Foi a resposta dos dois lados do conflito ao apelo de cessar-fogo imediato votado no Conselho de Segurança das Nações Unidas. Nem o exército de Israel nem os guerrilheiros do Hamas deram sinais de abrandamento nas hostilidades. Uma delegação do Hamas que deverá deslocar-se nas próximas horas ao Egipto, o país que poderá ser a chave para uma trégua negociada. Condoleeza Rice, que está a poucos dias de deixar a Casa Branca, justifica a disparidade dos números de vítimas, e explica que o Hamas cria escudos humanos em casas não identificadas como edifícios militares e aí escondem os guerrilheiros. Entre os 13 israelitas que perderam a vida, três eram civis, os outros dez militares.