Última hora

Em leitura:

Blair na "pole position" para a presidência


A redação de Bruxelas

Blair na "pole position" para a presidência

Tony Blair pode vir a ser o primeiro presidente da União Europeia a tempo inteiro – uma possibilidade que foi agora recuperada, pelo diário britânico Finantial Times, na edição desta segunda-feira.

O jornal escreve que a guerra de Gaza veio demonstrar que a Europa precisa de uma liderença forte e adianta que o nome mais ventilado é o do antigo primeiro-ministro britânico. O Finantial Times cita fontes diplomáticas, para dizer que, depois da “impressionante” presidência de Nicolas Sarkozy, só um nome como Blair pode presidir aos destinos da União. Para isso, é preciso que o Tratado de Lisboa entre em vigor, o que implicaria a escolha de um nome para chefiar a política externa da União. Essa escolha podia recair sobre o actual secretário-geral da Nato, o holandês, Jaap de Hoopf Scheffer. Seria substituído na Nato, pelo primeiro-ministro dinamarquês, Anders Fogh Rasmussen. A presidência do Parlamento é para dividir pelo alemão Martin Schultz e pelo polaco Jerzy Buzek. Na comissão, ficaria Durão Barroso. A França não reclamaria lugares porque já tem Trichet no BCE e Strauss-Khan no FMI.
Saiba mais:

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

A redação de Bruxelas

Crise do gás: Europa procura soluções energéticas de futuro