Última hora

Última hora

UE discute crise energética

Em leitura:

UE discute crise energética

Tamanho do texto Aa Aa

A independência energética da Europa volta a estar em cima no centro dos trabalhos que hoje se desenrolam em Bruxelas. O corte no fornecimento do gás russo que transita pela Ucrânia na passada quarta-feira criou uma situação de urgência, em particular no leste da Europa.

À chegada a Bruxelas, o representante da presidência checa da UE instou a Rússia a abrir as válvulas agora que a Ucrânia assinou de novo o acordo mas reconheceu que a situação permanece imprevisível. O conflito entre Moscovo e Kiev acaba por ter uma importância desmesurada para a Europa porque 80 por cento do gás russo com destino aos 27 passa pela Ucrânia. Uma situação que hoje deve ser de novo debatida em Bruxelas. Em causa está a política energética comum que não existe. Face à crise actual a Eslováquia decidiu violar o acordo de adesão e reabrir uma central nuclear que tinha fechado a 31 de Dezembro.