Última hora

Última hora

A Europa em busca de alternativa ao gás russo

Em leitura:

A Europa em busca de alternativa ao gás russo

Tamanho do texto Aa Aa

Bruxelas conseguiu resolver os problemas de energia de “curto prazo”, com a promessa de que as torneiras de gás russo seriam abertas hoje, mas a longo prazo, no entanto os países da União Europeia dependentes energeticamente Rússia não têm qualquer alternativa à actual fonte logo o risco de uma nova crise mantém-se.

A guerra do gás entre russos e ucranianos ameaça degenerar numa crise do nuclear na União Europeia. A Eslováquia, um dos países mais afectados pelos cortes no fornecimento de gás natural, anunciou a intenção de reactivar um dos reactores nucleares que foi obrigada a desactivar por falta de segurança. A Áustria, vizinho antinuclear, foi dos primeiros Estados membros a manifestar-se contra esta decisão. A Comissão Europeia já avisou que se trata de uma violação ao próprio tratado de adesão da Eslováquia.