Última hora

Última hora

Israel pede mais tempo para prosseguir ofensiva em Gaza

Em leitura:

Israel pede mais tempo para prosseguir ofensiva em Gaza

Tamanho do texto Aa Aa

Israel ameaça avançar para a terceira fase da ofensiva na faixa de Gaza se o Hamas não aceitar um acordo de cessar-fogo.

Os tanques do Tsahal penetraram esta noite em três bairros periféricos da cidade, onde os bombardeamentos da aviação israelita provocaram pelo menos 31 mortos nas últimas 24 horas. O Hamas, que afirma ter destruído pelo menos dois tanques militares durante os combates, vitimando um número indeterminado de soldados. Segundo a imprensa israelita, o primeiro-ministro Ehud Olmert quer acelerar as negociações de cessar-fogo no Egipto, antes do exército entrar no centro de Gaza. O chefe do governo do Hamas, Ismail Hanyeh surgiu ontem nas televisão do movimento, pela segunda vez desde o conflito, para reafirmar que, “Gaza não vai ceder aos ataques”. Uma delegação de representantes do movimento islamita desloca-se hoje ao Cairo para reatar as negociações de paz, apesar de ter rejeitado ontem as propostas para suspender o contrabando de armas a partir do Egipto ou relativas à mobilização de uma força internacional em Gaza. A responsável diplomática israelita, Tzipi Livni, por seu lado, pediu ontem mais tempo à comunidade internacional para terminar a ofensiva, voltando a sublinhar, “o carácter defensivo” da operação. O tempo começa no entanto a esgotar-se para os dois campos, à medida que o número de vítimas palestinianas se aproxima de um milhar em dezoito dias de ofensiva. Os Estados Unidos terão ontem suspendido o fornecimento de armas ao exército israelita e o Conselho de Segurança da ONU vai voltar a reunir-se hoje antes de enviar, amanhã, uma delegação ao Médio Oriente.