Última hora

Última hora

Gás motiva encontro russo-ucraniano

Em leitura:

Gás motiva encontro russo-ucraniano

Tamanho do texto Aa Aa

A Rússia e a Ucrânia vão sentar-se à mesma mesa este sábado para discutir a crise do gás que continua sem chegar à Europa. Moscovo e Kiev responsabilizam-se mutuamente pela situação actual e para tentar resolver o problema o presidente russo, Dmitry Medvedev, tentou montar uma grande cimeira mas o convite foi recusado por Bruxelas. Vladimir Putin recebe Iulia Timochenko este sábado em Moscovo mas a União Europeia apenas se vai fazer representar neste encontro entre chefes de governo.

A situação actual está a afectar 18 países europeus. Na Sérvia, a Srbijagas decidiu seguir o conselho de Durão Barroso e prepara-se para processar a ucraniana Naftogaz e a russa Gazprom. Em Belgrado, os cidadãos concordam: “- Nós não temos culpa nenhuma do que se está a passar, por isso devíamos receber uma compensação. Contudo, a causa deste problema é a situação actual da política mundial;” “- Toda a gente é responsável pelo que está a acontecer mas espero que venhamos a ter gás rapidamente. A Sérvia devia ter diversificados os fornecedores para não nos encontrarmos nesta situação.” A Rússia cortou o abastecimento à Ucrânia no dia 1 de Janeiro e no dia 7 deixou de enviar gás pelos gasodutos de exportação depois de acusar Kiev de roubar combustível.