Última hora

Última hora

Israel intensifica ataques a Gaza

Em leitura:

Israel intensifica ataques a Gaza

Tamanho do texto Aa Aa

Gaza viveu um dos dias mais violentos desde o início da operação “Chumbo Endurecido”, a 27 de Dezembro.

O exército israelita bombardeou a cidade com meios aéreos e terrestres, atingindo edifícios de órgãos de comunicação social e de uma agência da ONU, no vigésimo dia da ofensiva contra o Hamas. Três funcionários da UNRWA, a agência das Nações Unidas de ajuda aos refugiados palestinianos, ficaram feridos quando o edifício foi atingido por mísseis de tanques israelitas. A agência anunciou em seguida a suspensão de todas as suas actividades em Gaza. Judy Clark, da UNRWA, explicou que “os armazéns foram atingidos com explosivos o que provocou um incêndio que se propagou por todo o edifício. As chamas queimaram toda a comida e medicamentos.” O Tsahal diz ter disparado em resposta a tiros palestinianos provenientes do edifício da ONU. A torre dos meios de comunicação social, onde se encontram os escritórios de vários órgãos árabes e internacionais, também não foi poupada. Dois operadores de imagem palestinianos, que trabalhavam para a televisão árabe de Abu Dhabi ficaram feridos no ataque aéreo. De acordo com fontes médicas palestinianas, pelo menos 37 palestinianos morreram só nas primeiras horas do dia. A artilharia israelita procedeu a várias incursões nos bairros periféricos de Gaza. Estas movimentações provocaram violentas trocas de tiros entre soldados do Tsahal e combatentes do Hamas. A ofensiva israelita já matou 1.073 palestinianos, 355 dos quais eram crianças. Ainda do lado palestinianos há registo de mais de cinco mil feridos, de acordo com os serviços de urgência. Do lado israelita há registo de 13 mortos, 10 dos quais eram militares.