Última hora

Última hora

Ministros dos Vinte e Sete discutem crise automóvel

Em leitura:

Ministros dos Vinte e Sete discutem crise automóvel

Tamanho do texto Aa Aa

A crise no sector automóvel europeu esteve em cima da mesa hoje, em Bruxelas, com uma reunião extraordinária dos ministros da indústria dos Vinte e Sete, convocada pelo comissário Gunther Verheugen.

A reunião vai avaliar a crise e discutir as medidas, presentes e futuras, para a combater, nomeadamente ajudas governamentais. Isto um dia depois da publicação dos dados sobre a venda de carros novos na Europa, em Dezembro, que esteve em forte queda. A maioria dos países teve descidas de dois dígitos no volume de vendas. Na Irlanda, a queda foi brutal e ultrapassou os 60%. Em Espanha, as vendas caíram para metade. No total do ano, as vendas no conjunto da Europa desceram 7,8%. Mas quatro países escaparam às quedas e registaram um crescimento do sector: entre eles está Portugal, onde as medidas fiscais ajudaram um crescimento de quase 6%. Relançar o sector é uma prioridade para os governos dos Vinte e Sete. Um prolongar da crise pode causar uma situação desastrosa ao nível do emprego. A Europa é a zona do globo que mais produz automóveis. O sector emprega directamente 2,3 milhões de pessoas e, indirectamente, dá emprego a 12 milhões de pessoas, mais que toda a população de Portugal. Para evitar o colapso, medidas são precisas. Por isso, o comissário Verheugen quis, com esta reunião, criar uma política comum de apoio à indústria automóvel. Vários países puseram já em prática políticas de apoio às empresas deste ramo, ou incentivos fiscais aos consumidores, para que comprem carros novos.