Última hora

Última hora

Ofensiva israelita diminui de intensidade

Em leitura:

Ofensiva israelita diminui de intensidade

Tamanho do texto Aa Aa

Gaza viveu uma manhã relativamente calma o que pode ser o prenúncio da trégua que se desenha no horizonte. Mas as horas precedentes foram infernais para os habitantes do território e para os combatentes palestinianos.

De acordo com Israel, a ofensiva pode estar na fase final. Na última madrugada a aviação hebraica atacou mais de 40 alvos e na quinta-feira o Tsahal não poupou estruturas civis. Além do armazém de ajuda humanitária das Nações Unidas, os obuses dos tanques israelitas atingiram o hospital Al-Quds na cidade de Gaza. A unidade de saúde incendiou-se e as várias centenas de pessoas que se encontravam hospitalizadas ou refugiadas tiveram de fugir. Duas dezenas de cadáveres foram encontradas no local, de acordo com fontes palestinianas. Ainda segundo as mesmas fontes, a ofensiva israelita já custou mais de 1100 vidas e causou cinco milhares de feridos. Ontem, a aviação hebraica matou Saeed Seyyam, o ministro do interior do governo ilegal do Hamas na Faixa de Gaza. Seyyam comandava cerca de 13.000 combatentes. Esta manhã caíram no sul de Israel dois rockets palestinianos.