Última hora

Última hora

Chefe do Hamas no exílio expõe condições para cessar-fogo

Em leitura:

Chefe do Hamas no exílio expõe condições para cessar-fogo

Tamanho do texto Aa Aa

A posição do Hamas, quanto a um eventual cessar-fogo, foi expressa esta sexta-feira na abertura da uma cimeira árabe, em Doha, consagrada à ofensiva israelita na Faixa de Gaza.

No discurso que proferiu neste primeiro dia de encontro ao mais alto nível, o chefe do Hamas no exílio, Khaled Mechaal afirmou que o movimento de resistência islâmica só aceita um cessar-fogo quando Israel “acabar com as agressões contra o povo palestiniano, retirar da Faixa de Gaza e proceder à abertura de todos os pontos de passagem”, nomeadamente o de Rafah na fronteira com o Egipto. Mas a posição de Mechaal, que vive em Damasco, na Síria, parece não corresponder exactamente à dos palestinianos que sofrem os ataques israelitas. As divergências são também visíveis no mundo árabe. O Egipto e a Arábia Saudita não participaram nesta cimeira.