Última hora

Última hora

Duas crianças mortas em Gaza

Em leitura:

Duas crianças mortas em Gaza

Tamanho do texto Aa Aa

Israel manteve, ao longo deste sábado, a pressão militar sobre a Faixa de Gaza, com bombardeamentos que fustigaram alvos civis.

Isto, no mesmo dia em que o ministro da Defesa Ehud Barak, considerou que, ao fim de três semanas de guerra, os objectivos israelitas estão praticamente conseguidos. Hoje mesmo, há a registar mais 10 mortos e a destruição de muitas infra-estrturas. A crise humanitária agrava-se todos os dias. Funcionários da ONU visitaram, entretanto, as zonas mais castigadas, incluindo uma escola que as agências da ONU mantinham em funcionamento. Duas crianças morreram, vítimas das bombas de Israel, segundo um funcionário humanitário: “Depois de todos os incidentes que tivemos durante todo este conflito e das garantias de restabelecimento da confiança, esta manhã, de novo, duas crianças, de cinco e sete anos, indesmentivelmente inocentes, foram mortas.Tão inocentes que foram mortas”. A ajuda humanitária canalizada para Gaza pelas agências das Nações Unidas vai chegando ao território, mas muitas vezes fica longe de quem mais precisa dela. A distribuição continua a ser difícil por vezes impossível, pela ameaça dos bombardeamentos, e pela ocupação do terreno, feita pelas forças terrestres de Israel.