Última hora

Última hora

Medvedev espera uma solução "o mais rápido possível" para a crise do gás

Em leitura:

Medvedev espera uma solução "o mais rápido possível" para a crise do gás

Tamanho do texto Aa Aa

Diplomacia ao rubro em Moscovo, para tentar solucionar a crise do gás que afecta a Europa pela segunda semana consecutiva.

O primeiro-ministro russo recebeu na sede do Governo a homóloga ucraniana. Vladimir Putin e Iulia Timochenko juntaram-se depois ao presidente russo Dmitri Medvedev para uma mini-cimeira de urgência com a participação de vários responsáveis europeus. À saída do encontro, Medvedev disse que as discussões ainda estão em curso, mas sublinhou que espera uma solução “o mais rápido possível, idealmente nos próximos dias”. O chefe de Estado russo frisou que a questão “já criou grandes problemas para muitos países e parceiros [da Rússia]”. Antes de viajar a Moscovo, Timochenko disse que as negociações dependem de relações directas entre as companhias de gás russa e ucraniana, preços mutuamente avantajosos, rejeição da privatização dos gasodutos e a garantia de que todo o gás fornecido pela Rússia será enviado para a Europa.