Última hora

Última hora

Timochenko e Putin reunem-se em Moscovo para "última oportunidade" da Europa

Em leitura:

Timochenko e Putin reunem-se em Moscovo para "última oportunidade" da Europa

Tamanho do texto Aa Aa

Iulia Timochenko desloca-se a Moscovo para um encontro que a União Europeia classificou como a “última oportunidade” para solucionar a crise do gás.

A primeira-ministra ucraniana será recebida no Kremlin pelo homólogo russo, Vladimir Putin que, esta manhã, deixava uma nota de esperança ao afirmar que “afinal de contas, é preciso obter um acordo”. Timochenko e Putin deverão assumir um tom conciliador, face a uma Europa cada vez mais impaciente. No entanto, por ocasião do encontro de ontem com a chanceler alemã, o primeiro-ministro russo acusava Bruxelas de “apoiar de facto da Ucrânia”, que acusa de “não cumprir as obrigações de trânsito”. Angela Merkel, por seu lado, anunciava um debate entre grandes companhias de gás sobre uma “fase de teste” para restabelecer os fornecimentos. Timochenko disse que as negociações dependem de relações directas entre as companhias de gás russa e ucraniana, preços mutuamente avantajosos, rejeição da privatização dos gasodutos e a garantia de que todo o gás fornecido pela Rússia será enviado para a Europa.