Última hora

Última hora

Gordon Brown apresenta novo plano de resgate do sector bancário

Em leitura:

Gordon Brown apresenta novo plano de resgate do sector bancário

Tamanho do texto Aa Aa

O governo britânico anunciou esta manhã um novo plano de resgate do sector bancário, o segundo em menos de três meses.

A injecção de 55 mil milhões de euros, em Outubro, não evitou uma degradação da economia que, na sexta-feira, deverá confirmar a pior recessão dos últimos 16 anos. O primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, excusou-se esta manhã a quantificar o montante da nova injecção de capital que deverá aumentar a participação do estado nos maiores bancos britânicos. Brown resumiu assim o plano, “as empresas têm de ter acesso ao crédito. Os empregos têm de ser mantidos. E nós devemos agir para garantir e expandir os empréstimos. A prioridade é para já de assegurar a estabilidade. Nós comprometemo-nos a assegurar os interesses dos contribuintes, todo o dinheiro injectado nos bancos vai ter de ser reembolsado mediante o pagamento de taxas”. Para acederem às ajudas os bancos vão ser obrigados a identificar o volume de activos tóxicos adquiridos, ao abrigo de um plano de protecção de fundos. O prazo de reembolso das ajudas vai prolongar-se por mais um ano, com o objectivo também de garantir a manutenção dos empréstimos a empresas e particulares. O Estado pretende aumentar a participação em vários bancos em quebra, que poderá ascender aos 70% no Royal Bank of Scotland, incluindo ainda gigantes como o Barclays ou o HSBC.