Última hora

Última hora

Liberais alemães estragam a festa da vitória da CDU em Hesse

Em leitura:

Liberais alemães estragam a festa da vitória da CDU em Hesse

Tamanho do texto Aa Aa

Os cristãos democratas alemães regressaram ontem ao poder na região de Hesse, mas com um dos piores resultados dos últimos 40 anos.

Uma vitória por 37% dos votos que permitiu ao ex-governador Roland Koch arrebatar a região à esquerda. Mas um resultado pouco convincente para o partido que espera reeleger a Chanceler alemã Angela Merkel no sufrágio de Setembro. Na capital económica do país os liberais democratas aumentaram para o dobro o número de eleitores. Uma subida de popularidade vista como um voto de desagravo ao plano anti-crise da Chanceler, que levou Merkel a pedir hoje, “mais responsabilidade”, aos rivais de direita, à hora de analisar o plano de relançamento económico. O FDP viu o número de votos aumentar de 9 para 16% no sufrágio regional. A formação de Guido Westerwelle é uma das vozes mais críticas das concessões feitas pelos cristãos-democratas aos sociais democratas no plano de relançamento da economia. Os liberais rejeitam medidas como o bónus para a compra de automóveis, defendendo uma baixa generalizada dos impostos. Enfraquecida à direita, a CDU corre o risco de ter de negociar com o FDP para aprovar o plano no Parlamento em Fevereiro, antes de começar a pensar nas alianças para as eleições.