Última hora

Em leitura:

Moscovo e Kiev desbloqueiam crise do gás


Ucrânia

Moscovo e Kiev desbloqueiam crise do gás

A Rússia e a Ucrânia acordaram esta segunda-feira em Moscovo retomar o fornecimento de gás a ucranianos e europeus.

As duas companhias estatais, Gazprom e Naftogaz, assinaram um acordo que deverá pôr termo a uma crise que durava desde Dezembro. O primeiro-ministro Vladimir Putin declarou hoje que a Gazprom “recebeu ordem para reiniciar completamente o abastecimento”. O documento, firmado na sede do Governo russo, prevê a retomada do fluxo do combustível para a Europa através da Ucrânia. Depois do entendimento entre Mosco e Kiev, Putin acrscentou que já não há necessidade de enviar observadores internacionais para controlar o abastecimento do combustível na Ucrânia. As válvulas dos gasodutos russos, que transitam através de solo ucraniano para a Europa, estavam fechadas desde o dia 7 de Janeiro.