Última hora

Última hora

Julgamentos em Guantanamo suspensos por 120 dias

Em leitura:

Julgamentos em Guantanamo suspensos por 120 dias

Tamanho do texto Aa Aa

Barack Obama já pôs mãos à obra para virar a página da guerra contra o terrorismo da era Bush.

O novo presidente norte-americano pediu uma suspensão dos julgamentos na prisão de Guantanamo em Cuba, por um período de 120 dias. Uma decisão que vai ser analisada hoje pelos tribunais militares da base, num momento em que se encontram a ser julgados cinco suspeitos da autoria dos atentados de 11 de Setembro de 2001. A equipa de Obama pretende reformar os procedimentos judiciais, o mais tardar até Maio, para permitir que os suspeitos sejam julgados por um tribunal federal ou por crimes de guerra num tribunal marcial. Dos mais de 800 prisioneiros detidos nas instalações, abertas em 2002, apenas três foram até hoje condenados em tribunais de excepção, baptizados de “comissões militares”, sem garantias de defesa dos direitos civicos. O gesto do novo presidente é visto como um primeiro passo para encerrar as instalações, onde as condições de detenção são até hoje vivamente criticadas pelas organizações humanitárias internacionais.