Última hora

Última hora

Hamas quer ser ouvido pela comunidade internacional

Em leitura:

Hamas quer ser ouvido pela comunidade internacional

Tamanho do texto Aa Aa

Menos de uma semana depois da declaração do cessar-fogo, o Hamas fez um balanço do conflito com Israel na Faixa de Gaza.

Enquanto prosseguem os esforços europeus para consolidar o cessar-fogo na região e reactivar o processo de paz no Oriente Médio, eis que o Movimento de Resistência Islâmica declara que deve ser um actor preponderante nas negociações de paz. Num discurso televisivo proferido em Damasco, a capital síria, o líder do movimento palestiniano no exílio, Khaled Mechaal, afirmou que “chegou a altura de falar com o Hamas.” Mechaal não poupou a Autoridade Palestiniana, a quem tomou o poder pela violência na Faixa de Gaza em Junho de 2007. O líder exilado do Hamas referiu que a Autoridade Palestiniana da Fatah “abandonou a resistência à ocupação israelita”. Mahmud Abbas recebeu esta quinta-feira um telefonema de Barack Obama. O recém-empossado presidente norte-americano prometeu ao líder da Autoridade Palestiniana trabalhar para conseguir uma “paz duradoura” no Médio Oriente.