Última hora

Última hora

Ordem para encerrar Guantánamo é dada hoje

Em leitura:

Ordem para encerrar Guantánamo é dada hoje

Tamanho do texto Aa Aa

Ao segundo dia de mandato, o novo presidente dos Estados Unidos vai cumprir a sua promessa.

Barack Obama deverá assinar esta quinta-feira um decreto a ordenar o encerramento da prisão militar de Guantánamo, em Cuba. O centro de detenção é considerado um símbolo das políticas de George W. Bush e uma mancha norte-americana no respeito pelos direitos humanos, face às denúncias de casos de tortura. Jonathan Turley, professor de direito, crê que Obama está obrigado a ir mais longe. “Temos dirigentes da administração Bush a admitir que torturaram pessoas. Logo, está definido um crime de guerra, e o mundo vai observar se Obama vai afastar-se de um crime de guerra definido e confirmado. Obama não pode querer andar pelo mundo e falar do estado de direito se uma das suas primeiras medidas foi acabar com a investigação de crimes de guerra”, afirma. Jennifer Daskal, do grupo de defesa dos direitos humanos Human Rights Watch, aplaude a decisão do presidente. “Logo de início, Barack Obama deu um importante passo para começar a restaurar o estado de direito e demonstrar ao mundo que a América defende uma justiça equilibrada.” O homem forte da Casa Branca ordenou a suspensão de todos os processos judiciais de Guantánamo por um período de 120 dias. No decreto que será assinado hoje, a prisão terá que ser encerrada no máximo dentro de um ano. Os prisioneiros serão libertados ou transferidos para outras prisões.