Última hora

Última hora

Leite condaminado: China condena responsáveis à pena de morte e prisão perpétua

Em leitura:

Leite condaminado: China condena responsáveis à pena de morte e prisão perpétua

Tamanho do texto Aa Aa

A justiça chinesa condenou à prisão perpétua, Tian Wenhua, a antiga directora da empresa Sanlu, na origem do escândalo do leite contaminado com melamina.

Os juízes foram mais duros para outros três arguidos no processo, condenados à pena capital por produzirem e misturarem o produto químico, utilizado no fabrico de cola, de forma a adulterarem a taxa de proteínas do leite. Outros três ex-responsáveis da Sanlu foram condenados a penas de prisão entre 5 e 15 anos. No total 21 pessoas encontravam-se no banco dos réus, entre produtores de melamina, distribuidores, empresários e responsáveis governamentais. Os familiares das vítimas do escândalo sanitário exigem que a justiça apure responsabilidades e reclamam indemnizaçôes. Seis bébés morreram e mais de 300 mil crianças tiveram de ser hospitalizadas na sequência de problemas renais, depois de ingerirem os produtos contaminados. A empresa Sanlu, entretanto na falência, tinha pago o silêncio de várias famílias para tentar abafar o escândalo.