Última hora

Última hora

Polícia espanhola detém dirigentes próximos da ETA

Em leitura:

Polícia espanhola detém dirigentes próximos da ETA

Tamanho do texto Aa Aa

A polícia espanhola deteve oito presumíveis membros da nova direcção do Batasuna. Uma operação desencadeada na noite de quinta para sexta-feira a mando do juíz Baltazar Garzon. Entre os detidos encontrava-se Artantza Urtaregi, porta-voz do ilegalizado ANV.

As detenções ocorreram no País Basco e em Navarra no, norte de Espanha, e representam o culminar de 9 meses de investigação sobre a reorganização do braço político da ETA, interditado desde 2003. As buscas policiais também incidiram na detecção de documentos pertencentes a dois movimentos constituidos recentemente, o partido radical Askatasuna e a plataforma Democracia 3 Milhões (DM3), ambos com presumíveis laços aos separatistas. “Aqueles que foram detidos hoje, e serão nos próximos dias postos à disposição das autoridades judiciárias, estão lá porque a polícia acredita existirem provas suficientes para demonstrar que se trata de pessoas que apoiam a ETA”, declarou Alfredo Pérez Rubalcaba, ministro espanhol do Interior. Em Bilbao, a polícia também efectuou buscas ao quartel-general do partido Herria Aurrera, outro movimento banido.