Última hora

Última hora

Centenas de pessoas prestam homenagem a advogado assassinado em Moscovo

Em leitura:

Centenas de pessoas prestam homenagem a advogado assassinado em Moscovo

Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de pessoas juntaram-se hoje em Moscovo para prestar homenagem ao advogado russo assassinado na segunda-feira.

A polícia anunciou que não há testemunhas do crime que vitimou Stanislav Markelov, de 34 anos, especialista em direitos humanos e nos crimes cometidos durante as guerras na Chechenia. Uma jornalista de 25 anos que se encontrava com ele foi atingida por uma bala na cabeça quando tentava protegê-lo e morreu pouco depois no hospital. Após o funeral, Genry Reznik, um advogado russo, afirmou que “a União Soviética era um estado policial e que o país é agora um estado fraco que não consegue defender as pessoas”. Stanislav Markelov foi assassinado pouco depois de ter denunciado durante uma conferência de imprensa a libertação antecipada de um ex-coronel condenado a dez anos de prisão em 2003 por ter estrangulado, três anos antes, uma jovem chechena.