Última hora

Última hora

UE discute reconstrução de Gaza com parceiros do Médio Oriente

Em leitura:

UE discute reconstrução de Gaza com parceiros do Médio Oriente

Tamanho do texto Aa Aa

Há uma semana que a Faixa de Gaza deixou de viver ao ritmo dos bombardeamentos israelitas, mas nem por isso as condições de vida dos palestinianos melhorou.

De acordo com o gabinete de estatísticas palestiniano, mais de quatro mil edifícios ficaram completamente destruídos. De acordo com as Nações Unidas, mais de 50 mil pessoas ficaram sem casa e 400 mil não têm acesso a água potável. A reconstrução do território controlado pelo Hamas é urgente e por isso a União Europeia está reunida em Bruxelas com os chefes da diplomacia palestiniana, egípcia, jordana e turca. O ministro dos Negócios Estrangeiros da República Checa, Karel Schwarzenberg, explicou que esta reunião deve-se ao facto de ser “precisa uma melhor coordenação na ajuda a Gaza”. Actor fundamental nas negociações de cessar-fogo entre Israel e o Hamas, o Egipto anunciou o encerramento do terminal de Rafah, na fronteira com a Faixa de Gaza, por temer novos bombardeamentos. A ministra dos Negócios Estrangeiros israelita, Tzipi Livni, preveniu que Israel reserva-se o direito de bombardear os túneis subterrâneos palestinianos. Durante a ofensiva, Telavive afirma ter destruído várias centenas dos cerca de 3000 túneis existentes.