Última hora

Última hora

Lubanga declara-se "não culpado"

Em leitura:

Lubanga declara-se "não culpado"

Tamanho do texto Aa Aa

O chefe de guerra congolês Thomas Lubanga declarou-se não culpado diante do Tribunal Penal Internacional em Haia.

Acusado de “crimes de guerra” e “crimes contra a humanidade Lubanga apresentou-se sereno diante da acusação. Inicialmente previsto para 23 de Junho de 2008, o processo tinda sido suspenso dez dias antes por os juizes terem considerado que havia desproporcionalidade de meios entre a defesa e a acusação. Lubanga responde pela participação na guerra civil no Ituri, um distrito do nordeste da República Democrática do Congo onde se combatia pelo controle das minas de ouro Chefe da União dos Patriotas Congolês o UPC, é acusado de ter supervisado e organizado o recrutamento forçado de crianças em Setembro de 2002 e Agosto de 2003. Um colectivo de mais de duas mil Organizações não Governamentais de defesa dos direitos humanos saudou o julgamento do chefe de guerra congolês