Última hora

Última hora

Jornada de protestos anti-governamentais na Rússia

Em leitura:

Jornada de protestos anti-governamentais na Rússia

Tamanho do texto Aa Aa

O líder do partido nacional-bochevique foi detido de forma violenta este sábado em Moscovo.

Edouard Limonov tentava organizar uma manifestação não autorizada para exigir a demissão do primeiro-ministro Vladimir Putin. A manisfestação seria a primeira de uma série de protestos programados para hoje em todo o país para contestar as políticas económicas do Governo e o agravar das condições de vida. A capital russa foi palco de diversas manifestações levadas a cabo por pequenos movimentos da oposição, que também ocorreram perto da sede governamental. Mas a crise económica levou milhares de pessoas adesafiar o Kremlin nas ruas de outras cidades. Em Vladivostok, o partido comunista mobilizou 3.000 manifestantes entre os quais se encontravam militantes de outras formações. Ao mesmo tempo, um número superior de apoiantes do partido no poder, o Rússia Unida, manifestava-se noutra zona da cidade. O protesto realizou-se com a presença de dirigentes locais que proclamaram o apoio a Putin.