Última hora

Última hora

Desemprego espanhol com subida recorde

Em leitura:

Desemprego espanhol com subida recorde

Tamanho do texto Aa Aa

O desemprego em Espanha teve, em Janeiro, uma subida sem precedentes. Cerca de 200.000 pessoas juntaram-se às estatísticas. Em apenas um ano, a Espanha ganhou mais de um milhão de desempregados.

As filas aumentam, nos gabinetes de emprego: “É a primeira vez que venho aqui receber o subsídio. Estou um pouco stressada, porque não estou habituada e preciso de fazer alguma coisa”, diz uma mulher. A crise continua a fazer estragos em Espanha. O país afasta-se cada vez mais do prodígio dos últimos anos, causado sobretudo pelo boom da construção. Os novos números fazem com que o país tenha agora 3,3 milhões de pessoas sem trabalho. Dos valores a rondar os dois milhões, registados em 2006 e 2007, o desemprego subiu para os três milhões no ano passado. A subida, entre Dezembro e Janeiro, foi de mais de 6%. O governo de José Luís Rodríguez Zapatero promete uma resposta. Os sectores dos serviços, da indústria e da construção civil foram os mais afectados. Muitas destas perdas de emprego deram-se nas pequenas e médias empresas, as mais tocadas pela crise, mas houve também várias multinacionais, instaladas no país, a despedir vários milhares de trabalhadores. Segundo os cálculos do governo, a taxa de desemprego é agora de quase 14%.