Última hora

Última hora

Obama apela ao Senado para aprovar plano de recuperação económica

Em leitura:

Obama apela ao Senado para aprovar plano de recuperação económica

Tamanho do texto Aa Aa

Está aberto o debate no Senado norte-americano sobre o plano de estímulo económico de Barack Obama. Um plano de relançamento de perto de 900 mil milhões de dólares, quase 700 mil milhões de euros para fazer face à maior crise desde a Grande Depressão. Aprovado na Câmara dos Representantes só pelos democratas, a proposta terá agora de ter o apoio de alguns republicanos para ser adoptada.

Para isso a minoria republicana no Senado deseja mais cortes nos impostos e menos gastos públicos de forma a colocar mais dinheiro no bolso dos americanos e resolver, em primeiro lugar, o problema no sector imobiliário, onde a crise começou, alastrando-se depois a outros sectores da economia. Hoje iniciam-se as votações às emendas propostas pelos senadores dos dois partidos. Todo o pacote deve estar votado na sexta-feira e Obama espera poder promulgar o documento em meados deste mês. O presidente americano apelou para que as “pequenas divergências” não interfiram no processo de recuperação da economia para a qual é necessária uma aprovação rápida do plano. O projecto prevê gastos em infraestruturas, melhorias no sistema de ensino e de saúde ou ainda investimentos nas energias renováveis, para além de cortes nos impostos. Um plano que, segundo a Casa Branca, irá criar ou salvar mais de 3 milhões de postos de trabalho