Última hora

Última hora

Tailândia acusada de maus tratos a minoria étnica oriunda de Myanmar

Em leitura:

Tailândia acusada de maus tratos a minoria étnica oriunda de Myanmar

Tamanho do texto Aa Aa

De porto em porto, num percurso de maus tratos. É a história dos Rohingyas, uma minoria etnia muçulmana do nordeste da antiga Birmânia.

Cerca de 200 pessoas foram salvas ontem pela marinha indonésia e levadas para Aceh, onde recebem cuidados médicos e comida. Alguns encontram-se em estado grave, depois de terem sido expulsos há mais de 20 dias pela Tailândia, em barcos sem motores, sem comida nem água. Pelo menos 22 terão morrido e sido atirados ao mar. Um sobrevivente conta que foram colocados num barco dado pela polícia tailandesa e rebocados durante dois dias e duas noites, depois a polícia cortou a corda e foi embora, então começaram a gritar porque não lhes tinham deixado o motor. Um outro sobrevivente explica que no total eram oito barcos, mas a marinha indonésia só encontrou um. Esta não é a primeira vez que a Indonésia salva membros da etnia Rohingyas e que a Tailândia é acusada. Banguecoque rejeita as acusações de maus tratos e diz que luta contra a imigração ilegal. Mas Jacarta considera-os também imigrantes e vai expulsá-los para Myanmar, onde são perseguidos.