Última hora

Última hora

Bispo deve distanciar-se de declarações sobre Holocausto

Em leitura:

Bispo deve distanciar-se de declarações sobre Holocausto

Tamanho do texto Aa Aa

O Vaticano reagiu às críticas de que tem sido alvo devido à reintegração de um bispo “negacionista”. Em comunicado divulgado esta quarta-feira, a Santa Sé refere que o Papa Bento XVI desconhecia as declarações feitas por Richard Williamson quando anulou a excomunhão do prelado. O porta-voz do Vaticano, o padre Frederico Lombardi, explica que se Williamson quer “recuperar o estatuto de bispo na igreja católica tem que distanciar-se sem equívocos e publicamente das suas posições negacionistas”.

Na origem da polémica estão as declarações de Richard Williamson numa entrevista concedida a uma estação de televisão sueca, proferidas dois dias antes da anulação da sua excomunhão pelo Sumo Pontífice. O prelado referiu que “os factos históricos contrariam a teoria dos seis milhões de judeus que foram mortos nas câmaras de gás numa política deliberada de Adolf Hitler.” E concluiu, “eu acredito que não havia câmaras de gás.” Richard Williamson é um dos quatro bispos fundamentalistas da Fraternidade Sacerdotal São Pio X cuja excomunhão foi levantada pelo Papa. A indignação provocada por esta medida levou Bento XVI a condenar firmemente o “negacionismo” e a expressar «solidariedade» com os judeus.