Última hora

Última hora

Knox confessa ter estado no local do crime

Em leitura:

Knox confessa ter estado no local do crime

Tamanho do texto Aa Aa

O casal de jovens acusados de ter assassinado uma rapariga de 21 anos em Perúgia recomeçou esta sexta-feira com um revês para a acusada.

Amanda Knox confessou ter estado no local e à mesma hora em que a estudante britânica Meredith Kercher foi assassinada em Novembro de 2007. Os advogados de defesa ainda tentaram invalidar as declarações mas o juiz considerou que a ré proferiu afirmações de livre vontade. Na barra do tribunal em Perúgia, estão a norte-americana de 21 anos e o ex-namorado italiano de 24 anos, Raffaelle Sollecito, acusados de agressão sexual e assassínio Julgado em separado e já condenado a 30 anos de prisão, em Outubro foi um terceiro réu, o marfinense Rudy Hermann Guede. De acordo com a tese do ministério público, os três jovens forçaram a vítima a ter relações sexuais e foi a rapariga quem degolou a vítima, que se encontrava de joelhos, agarrada nos braços pelos rapazes. A família de Meredith Kercher exige 30 milhões de euros de compensações.