Última hora

Última hora

Bibi lidera as sondagens, em Israel

Em leitura:

Bibi lidera as sondagens, em Israel

Tamanho do texto Aa Aa

Israelitas vão às urnas na terça-feira e, à partida, só há uma certeza – para governar, será preciso uma coligação.

As sondagens publicadas no último dia permitido pela lei eleitoral, dão uma ligeira vantagem ao Bloco Likhud, do conservador Benjamim Nethanyau, antigo primeiro-ministro que abandonou o poder debaixo da acusação de corrupção. O Likhud poderá obter 27 lugares, num parlamento de 120 deputados. Em segundo, as sondagens colocam o Kadima, da ministra dos Negócios Estrangeiros, Tzipi Livni que pode chegar aos 25 deputados. Um partido fundado pelo antigo primeiro-ministro Ariel Sharon e que aposta na indefinição ideológica e na popularidade da lider. Em terceiro lugar, com alguma surpresa, aparece o partido de extrema-direita, Israel Beitenu, do antigo ministro, Avigdor Lieberman. As sondagens atribuem-lhe uma expectativa eleitoral de 18 a 19 deputados Num decepcionante quarto lugar, surge o Partido Trabalhista, liderado pelo ministro da Defesa, Ehud Barak, com 14 deputados. Será o mais baixo resultado, na História dos Trabalhistas. Feitas as contas, isto pode significar que Nethanyau terá de se coligar, provavelmente, com o partido de extrema direita Beitenu e com os pequenos partidos religiosos, experiência que já tem tradição, em Israel. Destes partidos, o mais representativo é o sefardita Shas, que espera eleger nove a 10 deputados o que, só por si, é ainda insuficiente para garantir uma maioria parlamentar.