Última hora

Última hora

Egipto tenta arrancar trégua entre Israel e Hamas

Em leitura:

Egipto tenta arrancar trégua entre Israel e Hamas

Tamanho do texto Aa Aa

Uma trégua entre Israel e o Hamas é uma possibilidade forte nos próximos dias. Quem o afirma é a mediação egípcia que aguarda na segunda-feira a resposta da delegação do movimento de resistência islâmica, depois de já ter escutado na sexta-feira o enviado de Telavive. Mas o optimismo do Cairo não é partilhado por ninguém.

O porta-voz do Hamas afirma que só se poderá falar da conclusão de uma trégua em Gaza “se o acordo responder às aspirações do povo palestiniano, se as respostas da mediação egípcia forem convincentes e se o bloqueio à Faixa de Gaza for levantado.” Em Israel, o primeiro-ministro cessante, Ehud Olmert, qualificou os relatos da imprensa sobre uma possível trégua como sendo “bastante exagerados”. Na Faixa de Gaza um habitante diz que “todos querem um cessar-fogo duradouro. Uma trégua iria permitir a reconstrução do país e prepará-lo para outras coisas, como uma nova guerra,” conclui. A proposta egípcia contempla três fases. Um cessar-fogo entre Israel e o Hamas, uma troca de prisioneiros e a abertura de pontos de passagem na Faixa de Gaza. Israel e o Hamas declararam cessar-fogos unilaterais em Janeiro, ao fim de 22 dias de combates, mas os tiros continuam. Este domingo foram disparados dois rockets palestinianos contra território israelita mas não provocaram vítimas.