Última hora

Última hora

Ivanov: "Sinal muito forte da administração dos EUA"

Em leitura:

Ivanov: "Sinal muito forte da administração dos EUA"

Tamanho do texto Aa Aa

Moscovo e Washington estão em definitivo em sintonia para renovar as relações bilaterais após anos de progressivo distanciamento durante a presidência de George W. Bush.

Na cimeira sobre segurança de Munique, o vice-primeiro-ministro russo Sergei Ivanov deixou claro que a Rússia está disponível para reforçar a cooperação. “A administração dos Estados Unidos enviou um sinal muito forte e foi ouvido, um sinal de que estão prontos a retomar o diálogo russo-norte-americano em todas as áreas. Isso não significa que tenhamos que estar de acordo em todos os assuntos”, afirmou Ivanov. O discurso de Ivanov foi a resposta às palavras do vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, um dia antes, também em Munique. “Os últimos anos conheceram um perigoso abismo nas relações entre a Rússia e os membros da nossa aliança. Parafraseando o presidente Obama, é tempo de carregar no botão reiniciar”, disse Biden. Nos últimos tempos vários temas fizeram azedar os laços entre as duas potências fazendo mesmo crer num regresso à Guerra Fria, como, por exemplo, a instalação de um sistema antimísseis junto à fronteira europeia da Rússia, a adesão de ex-repúblicas soviéticas à NATO e a independência do Kosovo.