Última hora

Última hora

Madrid: explosão de carro-bomba provoca elevados danos

Em leitura:

Madrid: explosão de carro-bomba provoca elevados danos

Tamanho do texto Aa Aa

O aviso, em nome da ETA, foi efectuado uma hora e meia antes da explosão. Eram nove da manhã de segunda-feira, na capital espanhola, quando um carro-bomba explodiu no Campo das Nações, uma zona comercial no norte de Madrid. O atentado não causou vítimas. Apenas avultados danos materiais.

O veículo armadilhado foi colocado junto à sede da Ferrovial Agromán, empresa envolvida na construção do TGV basco. Num comunicado divulgado em Janeiro, a ETA tinha ameaçado todos os envolvidos no projecto. O atentado aconteceu horas depois de o Supremo Tribunal ter rejeitado as listas para as aleições regionais de dois partidos independentistas. “Acho que a polícia e a Guardia Civil encontraram relações entre o Batasuna, já ilegalizado, e as duas listas que o Supremo Tribunal ilegalizou ontem à noite. Em seguida, o Procurador-Geral do Estado ratificou juridicamente a existência dessas relações e agora a ETA acaba de ratificar a decisão do Supremo”, disse o ministro do Interior, Alfredo Rubalcada, apontando o dedo à organização separatista basca. O Supremo Tribunal anulou as candidaturas dos partidos D3M e Askatsuna às eleições regionais de Março, por ligações à ETA.