Última hora

Última hora

Políticos italianos travam batalha sobre caso de eutanásia

Em leitura:

Políticos italianos travam batalha sobre caso de eutanásia

Tamanho do texto Aa Aa

Eluana Englaro está em coma há 17 anos. Na sexta-feira, sob ordem judicial e vontade da família, os médicos cessaram a alimentação da italiana. Apoiado pelo Vaticano, o governo de Sílvio encontra-se numa corrida contra o tempo para impedir a morte da paciente.

Esta segunda-feira o governo enviou inspectores para verificar se Eluana estaria num quarto com condições para se cumprir a ordem judicial. O objectivo seria ganhar tempo. Mas as autoridades regionais confirmaram que as instalações da clínica da cidade de Udine preenche os requisitos. O advogado da família de Eluana confirma não ter havido qualquer alteração. Mas no plano político há uma grande movimentação. Depois do presidente Giorgio Napolitano ter recusado assinar o decreto de Berlusconi, que anularia a ordem judicial para o fim da alimentação de Eluana, o governo enviou ao parlamento o documento para torná-lo lei. É quase certo que o documento será aprovado pela maioria confortável de Berlusconi a tempo de interromper o processo que levaria à morte a rapariga de 38 anos. A Itália é um país dividido sobre esta questão.