Última hora

Última hora

Paris tem de gerir crise no ultramar

Em leitura:

Paris tem de gerir crise no ultramar

Tamanho do texto Aa Aa

Mantém-se a greve pelo vigésimo quarto dia contra a vida cara nas Antilhas e a tensão ganha a Ilha da Reunião. As negociações foram interrompidas e o movimento de contestação ganha a pouco e pouco mais o aeroporto. Em Paris o presidente acaba de anunciar um conselho interministerial do Ultramar .

Na origem da organização dos protestos encontra-se o colectivo LKP que deverá retomar as negociações com os enviados pelo governo de Paris sob condição de que o primeiro ministro assine o pré-acordo estabelecido com os patrões, domingo, de um aumento de 200 euros do salário mínimo. O responsável pelo movimento avisa que a Martinica e a Guyana estão também em fase de corganização para um protesto idêntico assim como a Reunião e depois. A criação de um conselho interministerial que ponha em prática a renovação politica para os territórios fora uma promessa de campanha do presidente Nicolas Sarkozy que tarda em ser cumprida.