Última hora

Última hora

Chavez forever?

Em leitura:

Chavez forever?

Tamanho do texto Aa Aa

Hugo Chavez fracassou à primeira, em 2007, mas agora conseguiu o objectivo da vida: alterar a Constituição para governar ad eternum.

Ex- paraquedista, ex-golpista, e ex-presidiário, em 1998 foi eleito presidente da República. Dois anos depois, foi reeleito, o que exasperou a elite política, que o tentou apear num golpe falhado, em 2002. A queda de Chavez foi anunciada num dia …no outro, reapareceu mais forte para mostrar que uma nova era estava a começar. Em 2006, prolongou o mandato por seis anos sem comunicar quando terminava. O sistema Chavez baseia-se no conceito da Revolução bolivariana. Nacionalizou sectores inteiros da economia e passou a financiar os mais desfavorecidos. A pobreza e o analfabetismo recuaram consideravelmente em 10 anos. Mas a economia e crescimento da Venezuela está assente, principalmente, nos petrodólares – o petróleo representa 90 por cento das exportações e 50 por cento das receitas do governo. Assim, a economia depende muito do preço do barril de crude. Este sector é, por isso, o maior alvo das críticas dos opositores.. que denunciam, ainda, uma corrupção ascendente – a Venezuela é um dos países mais corruptos do mundo. Os familiares do presidente estão em postos-chave, o presidente promove o culto da personalidade, distribuindo bonecos à sua imagem – Huguitos, e a insegurança angustia a sociedade. Os apoiantes, promovem, essencialmente, o discurso anti-imperialista e mesmo ofensivo no tempo de Bush. Em plena sessão da ONU, Chavez benzeu-se e afirmou com ironia: “O diabo esteve aqui… ainda cheira a enxofre.” Chavez não só é inimigo dos Estados Unidos como é amigo dos inimigos dos americanos. A cumplicidade com Fidel Castro, que faz questão de ostentar perante o mundo inteiro, e a prolongação do mandato, fazem crer que o chavismo é mesmo filho espiritual do castrismo.