Última hora

Última hora

Eurodeputados abandonam hemiciclo em repúdio das declarações de Vaclav Klaus

Em leitura:

Eurodeputados abandonam hemiciclo em repúdio das declarações de Vaclav Klaus

Tamanho do texto Aa Aa

Uma parte dos eurodeputados abandonou o hemiciclo de Bruxelas, enquanto Vaclav Klaus discursava. Uma manifestação de repúdio perante as declarações do presidente checo. Declarações que foram, no entanto, muito aplaudidas pelos deputados eurocépticos.

Após ter afirmado que a República Checa sabe que o seu futuro é dentro da União Europeia, Vaclav Klaus lançou-se numa sucessão de críticas à Europa e ao próprio Parlamento Europeu, que acusou de défice democrático. O presidente checo argumenta que no Parlamento Europeu não há oposição, não há alternativas e comparou-o aos parlamentos dos regimes comunistas. “Na ausência de um ‘demos’ europeu – de um povo europeu – a solução não passa pelo reforço dos poderes do Parlamento Europeu”, rematou. Vaclac Klaus recusa o reforço da integração europeia. E questionado pelos jornalistas sobre se assinará o Tratado de Lisboa, após ratificação do parlamento e do senado, recusou-se a responder: “Essa é realmente uma questão à qual não estou disposto a responder. Sempre disse que os jogadores de xadrez nunca anunciam a próxima jogada.” A República Checa, que assume a presidência rotativa da União até Junho, só agora começou o processo de ratificação do Tratado de Lisboa. Vaclac Klaus já várias vezes afirmou que só assinará o Tratado – último passo do processo de ratificação – depois de a Irlanda o ter ratificado também.