Última hora

Última hora

Europa vai sofrer penúria de tradutores-intérpretes

Em leitura:

Europa vai sofrer penúria de tradutores-intérpretes

Tamanho do texto Aa Aa

Quer uma profissão com futuro? Vá para tradutor-intérprete. Português, búlgaro, romeno mas, sobretudo, inglês… todas as línguas são preciosas numa Europa a 27 Estados membros com 23 línguas oficiais.

As instituições de Bruxelas estão conscientes que, com os profissionais que se reformam e com poucos jovens para substituí-los, dentro de cinco anos, a Europa vai sofrer uma penúria de tradutores-intérpretes. Os mais escassos são os de inglês-língua materna. Os jovens ingleses consideram que toda a gente fala inglês, logo, não aprendem línguas estrangeiras. Ora o inglês é a língua “pivot”, usada muitas vezes como intermediária entre outras línguas mais raras. Os salários são interessantes: cinco mil euros limpos por mês, em início de carreira; o dobro para os seniores; o triplo para os directores. Mas a exigência é muita: grande parte dos profissionais, em Bruxelas, chega a dominar sete línguas de trabalho.