Última hora

Última hora

Reforço do contingente norte-americano no Afesganistão

Em leitura:

Reforço do contingente norte-americano no Afesganistão

Tamanho do texto Aa Aa

O Afeganistão passou a ser a prioridade da política externa dos Estados Unidos. A situação no país degarada-se, dia após dia. Nos dois últimos anos, os talibãs, afastados do poder em 2001, ganharam terreno.

A Administração Obama prepara-se para reforçar o contingente destacado no território afegão com 17 mil militares suplementares, passando de 38 mil para 55 mil efectivos americanos. No total, estão 70 mil soldados estrangeiros destacados no Afeganistão, dois terços dos quais sob comando da NATO. A ex-União Soviética chegou a ter 155 mil e não enfraqueceu o poder dos talibãs… A maioria dos efectivos está confinada ao Sul e ao Leste do país, onde os talibãs estão mais activos. Os reforços vão ser colocados nos eixos rodoviários do país, alvos privilegiados dos terroristas. David McKiernan, comandante da Força Internacional de Assistência à Segurança no Afeganistão (ISAF), acolheu bem o anúncio de tropas suplementares: “Mesmo com estas forças suplementares, 2009 vai ser um ano muito duro. Enfrentamos uma resistência muito forte. É fruto da mistura de diversos grupos, apoiados por organizações como a Al Qaida. Esses grupos desencadeiam cada vez mais ataques de pequena escala, complexos, assimétricos, contra objectivos governamentais, contra colunas militares, contra a policia. “ Os bombardeamentos aéreos das forças da NATO têm feito muitas vítimas colaterais nesta guerra, por isso a população tem retirado apoio ao presidente Karzai e contesta cada vez mais a presença estrangeira. A chegada dos reforços deve ser feita antes das eleições presidenciais, previstas para 20 de Agosto. O mandato do presidente Karzai termina no fim de Maio….o que agrava a situação. A administração norte-americana espera igualmente, criar condições para um relançamento dos projectos de reconstrução e desenvolvimento rural. Mas também há que controlar uma corrupção galopante entre responsáveis do Governo e das forças de segurança do Afeganistão. O recrudescimento da anarquia só encontra paralelo no tráfico de ópio….