Última hora

Última hora

Nato reforça presença no Afeganistão

Em leitura:

Nato reforça presença no Afeganistão

Tamanho do texto Aa Aa

Vinte países estarão dispostos a reforçar o respectivo contingente militar no Afeganistão ao lado dos Estados Unidos..

Foi o secretário norte-americano da Defesa, Robert Gates, quem o afirmou, após a reunião dos ministros da defesa dos países membros da NATO que decorreu em Cracóvia. Trata-se de um reforço que não será estritamente operacional, como pretendiam os Estados Unidos. “Concordámos que devemos intensificar os nossos esforços para trazer segurança e estabilidade ao Afeganistão e para nos assegurarmos que os afegãos são capazes de se sustentarem a si próprios. Ao mesmo tempo não podemos negligenciar a necessidade de coordenação, entre as componentes civil e militar”, disse Gates. Os Estados Unidos já anunciaram um reforço de 17 mil efectivos e apelaram aos aliados europeus, para seguirem o exemplo. Mas apenas a Alemanha e a Itália mostraram alguma disponibilidade para o fazer, com contingentes reduzidos. Há no entanto, vontade de outros aliados de aumentarem a sua participaçao civil e policial e, momentaneamente, a presença militar, para garantir a segurança das eleições presidenciais, de Agosto.