Última hora

Última hora

Sigilo bancário ameaçado na Suiça

Em leitura:

Sigilo bancário ameaçado na Suiça

Tamanho do texto Aa Aa

Agrava-se o confronto sobre o levantamento do sigilo bancário entre o banco suiço UBS e a justiça norte-americana.

Depois do Banco suíço UBS ter acordado pagar uma multa de 780 milhões de dólares e revelar os registos bancários de 250 mil clientes norte-americanos para se “livrar” das acusações de cumplicidade de fraude fiscal, a justiça quer saber mais. No acordo alcançado no Tribunal Federal da Florida, o UBS comprometeu-se a revelar imediatamente à administração norte-americana os registos bancários dos seus clientes, compromisso sem precedentes. O ministro das Finanças suiço explica contudo que “o segredo bancário continua a ser mantido para proteger a esfera privada mas não para proteger os fraudulentos”. O presidente da Comissão bancária revela que “este passo foi possível porque se trata de um grande e importante banco para o sistema financeiro e para a pra financeira suiça”. O UBS irá pagar 780 milhões de dólares em multas, juros e restituições por conspiração para a criação de contas “fantasma” com o intuito de esconder os bens de clientes norte-americanos do Governo dos EUA.