Última hora

Última hora

Em Israel continua tudo em suspenso

Em leitura:

Em Israel continua tudo em suspenso

Tamanho do texto Aa Aa

Benjamin Netanyahu foi, na passada sexta-feira, convidado pelo presidente israelita a formar governo.

O líder do Likud, que não venceu as eleições mas que tinha mais apoios para chegar ao cargo de primeiro-ministro, quer governar mas, considerando a situação de crise, quer uma maioria clara. Para isso reúne com a presidente do Kadima, Tzipi Livni, para negociar sua entrada num Governo de coligação. Para tentar convencer Livni, Netanyahu deverá oferecer um acordo de “plena cooperação” e a redacção conjunta das directrizes de acção do novo Governo. O líder do Likud deverá também oferecerá à actual chefe da diplomacia dois ministérios de peso, que poderão ser a Defesa, Finanças ou Relações Exteriores e outro de menor importância. Netanyahu disse ainda que suspende as conversações com os partidos à sua direita até que Livni dê uma resposta definitiva. A líder do partido centrista Kadima declarou que não participará num governo dirigido por Netanyahu, resta saber se esta é uma posição definitiva.