Última hora

Última hora

Impasse mantém-se em Israel

Em leitura:

Impasse mantém-se em Israel

Tamanho do texto Aa Aa

Saíram goradas as expectativas de Netanyahu conseguir um acordo com Tzipi Livni.

Os dois líderes partidários estiveram reunidos mas as divergências são irreconciliáveis e a dirigente do Kadima voltou a declarar que não participará num governo dirigido por Netanyahu. Uma dos assuntos que afasta os responsáveis pelos dois principais partidos israelitas é a questão palestiniana. Tzipi Livni defende a aplicação do plano de paz feito em Novembro de dois mil e sete na conferência de Annapolis. Netanyahu opõe-se à retirada unilateral de Israel dos territórios ocupados e defende que, na eventual criação de um Estado palestiniano, Israel tem que controlar, entre outras coisas, as fronteiras e o espaço aéreo. A situação em Israel pode complicar-se, depois da recusa de Livni, Netanyahy vai virar-se para os partidos de direita e extrema-direita avessos também ao processo de paz. Benjamin Netanyahu não venceu as eleições mas, por ser o candidato que reúne mais apoios, foi, na passada sexta-feira, convidado pelo presidente israelita a formar governo.