Última hora

Última hora

Detidos três suspeitos do atentado do Cairo

Em leitura:

Detidos três suspeitos do atentado do Cairo

Tamanho do texto Aa Aa

A polícia egípcia deteve três suspeitos da autoria do atentado que este domingo matou uma jovem francesa e deixou feridos mais 25 turistas, Cairo.

As três pessoas, cujas identidades não foram reveladas, foram detidas próximo do local onde ocorreu a explosão, a praça al-Hussein, próximo do souk al-Khalili, um mercado turístico no coração histórico da cidade. Esta testemunha afirma: “Foi uma enorme explosão. Vi dois turistas ensanguentados. Nós pensávamos que estas bombas nunca mais explodiriam no Egipto”. De acordo com os serviços de segurança, a explosão foi provocada por uma granada que tinha sido colocada num saco de plástico deixado num banco da praça da mesquita al-Hussein. Este atentado no Cairo é o primeiro ataque terrorista contra turistas no Egipto desde 2006. Entre os feridos há 17 cidadãos franceses, um alemão, três sauditas e quatro egipcíos. Os franceses são um grupo de jovens que partiram de Levallois, próximo de Paris. A mãe de uma das jovens feridas conta que falou com a filha, ela estava em estado de choque e contou que foi horrível com toda a gente a correr e depois levaram-na para o hospital de taxi. Um avião repatriou já esta segunda-feira os turistas franceses vítimas do ataque. Até ao momento, o atentado não foi reivindicado. O simbólico souk de Kan al-Kalili volta a ser alvo do terrorismo o que pode ter um efeito muito negativo sobre o turismo egípcio, já bastante afectado pela crise.