Última hora

Última hora

Itália e França assinam acordo de cooperação nuclear

Em leitura:

Itália e França assinam acordo de cooperação nuclear

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, e o presidente francês, Nicolas Sarkozy, assinaram, esta terça-feira, um acordo de cooperação nuclear.

A assinatura do documento ocorreu na capital italiana durante a cimeira anual entre Itália e França. O acordo engloba todo o sector, da investigação ao tratamento dos resíduos, passando pela construção de centrais nucleares. Nicolas Sarkozy referiu em conferência de imprensa que “se a Itália confirmar o regresso ao nuclear, o ministro do Ambiente e o primeiro-ministro franceses propõem uma parceria sem limites. Como se trata de nuclear queremos desenvolver uma energia limpa com vocês, amigos italianos”, concluiu. Mas nem só de nuclear se falou nesta cimeira. Silvio Bersluconi referiu que os dois países chegaram também a acordo sobre “a mudança do funcionamento do G8. No segundo dia vão participar seis países importantes, economias emergentes como a Índia, a China, a África do Sul, o México, o Brasil, e decidimos também convidar um representante do mundo árabo-muçulmano e africano, o Egipto”, sublinhou. Os dirigentes italianos e franceses das companhias de electricidade EDF e ENEL deverão assinar um acordo de parceria para a construção de quatro reactores de terceira geração EPR na península itálica. Quando regressou ao poder em Maio de 2008, Silvio Berlusconi propôs um regresso da Itália à energia nuclear, 21 anos depois de ter renunciado à produção deste tipo de energia em referendo. A prazo, Roma pretende produzir 25 por cento da sua electricidade a partir do nuclear.