Última hora

Última hora

Alemanha incapaz de travar o desemprego

Em leitura:

Alemanha incapaz de travar o desemprego

Tamanho do texto Aa Aa

A Alemanha registou, no mês de Fevereiro, mais 63 mil pessoas sem emprego, tendo ultrapassado os 3,5 milhões de desempregados.

Em valores ajustados à correcção sazonal, os dados revelam uma subida de 40 mil no número de desempregados. O maior aumento mensal desde 2005. O director da agência nacional de emprego, Frank-Jürgen Weise, explica que “a actividade baixa em todos os sectores, assim como a procura de mão-de-obra e é ainda o desemprego técnico que estabiliza o emprego”. Em média, o desemprego chega aos 8,5% na Alemanha, mas é mais acentuado na parte leste do país, com 14,1%, ficando pelos 7% na parte ocidental. Mas as perspectivas não são animadoras. O recurso massivo ao desemprego técnico – em que os trabalhadores param a actividade durante algum tempo sendo compensados pelo estado – permite estabilizar os números do desemprego, mas não não faz avançar a economia mergulhada em plena recessão. Os analistas pensam que o pior está para vir. Ainda que o desemprego não ultrapasse os 4 milhões de trabalhadores em 2009, como prevêm as autoridades, um forte aumento do número de desempregados pode deitar por terra a esperança na retoma do consumo. Os analistas pensam que o pior está para vir. A Alemanha