Última hora

Última hora

Governo do Bangladesh anuncia fim de violento motim de guardas-fronteiriços

Em leitura:

Governo do Bangladesh anuncia fim de violento motim de guardas-fronteiriços

Tamanho do texto Aa Aa

A ministra do Interior do Bangladesh anunciou o fim do motim da unidade paramilitar de guardas-fronteiriços que se alastrou da capital a mais de uma dezena de cidades. Sahara Khatun disse que os amotinados aceitaram depor as armas, após o discurso televisivo da primeira-ministra Sheikh Hasina. A chefe do Governo ameaçou com o uso da força, depois de ontem ter oferecido uma amnistia geral aos militares revoltosos.

A revolta teve início no quartel-general da Bangladesh Rifles em Daca, em protesto por melhores salários e benefícios laborais. Hasina prometeu cumprir progressivamente as exigências dos guardas-fronteiriços. O motim provocou pelo menos cinquenta vítimas mortais, na maioria militares feitos reféns pelos amotinados. As comunicações de telemóvel foram cortadas hoje após relatos de novos tiroteios em vários pontos do país. O Bangladesh já assistiu a numerosos golpes militares, mas o executivo descartou motivações políticas no protesto.