Última hora

Última hora

Asean sob o signo do crise

Em leitura:

Asean sob o signo do crise

Tamanho do texto Aa Aa

A cimeira da Associação das Nações do Sudeste Asiático ASEAN decorre este fim-de-semana na Tailândia sem grandes espectativas.

Os problemas internos de muitos dos 10 países-membros, a frágil presidência tailandesa, cujo governo assumiu funções após a turbulência de Dezembro de 2008 e contexto de crise económica mundial reduz o encontro a um cumprimento de calendário e ao reforço de acordos já existentes. A ausência de três membros importantes China, Japão e Coreia do Sul também não ajuda à dinâmica do encontro. Um responsável do Forum Ásia lembra que “estes países têm em vista a cooperação, a partilha entre as diferentes comunidades mas os dirigentes da Associação agem de outra maneira e preocupam-se apenas em escolher quem sai ou quem entra.” Asean é integrada por Mianmar, Brunei, Camboja, Filipinas, Indonésia, Laos, Malásia, Cingapura, Tailândia e Vietnam, países que juntos têm 570 milhões de habitantes. Os líderes devem aprovar medidas coordenadas para combater a crise e, provavelmente, decidir aumentar a 123 mi milhões de dolares o fundo comum constituído para enfrentar a turbulência financeira internacional.